Páginas

domingo, 31 de agosto de 2008

A Verdadeira Propriedade

Ontem em minha aulinha, falei sobre um ítem do capítulo XVI do Evangelho Segundo o Espiritismo para a Infância e Juventude, que é a A VERDADEIRA PROPRIEDADE.

Comecei perguntando:

O que é propriedade?

Mostrei um exemplo: Lucas é proprietário de um carro. O que isso quer dizer?
Quer dizer que o carro pertence a Lucas.

Mas Lucas vai levar o carro quando desencarnar? Não.

Por que ele não pode levar? O carro é dele, ele é proprietário?

Porque os bens materiais são apenas para o uso do corpo, enquanto estamos encarnados, não tem serventia para o espírito.

Só é verdadeiramente seu aquilo que se pode levar deste mundo.

A verdadeira propriedade é o que o espírito adquirir e é seu.
Ex: A inteligência, estudo e as qualidades morais. As aulinha de evangelização é um exemplo disso, todo o conhecimento adquirido é de propriedade do espírito e é isso q se leva.

Outro exemplo, que está no Evangelho: Quando vamos viajar para algum país, estado, ou cidade, levamos sempre o que nos vai ser útil, ninguém leva o que não vai usar. Assim é o espírito, vamos levar ao desencarnar o que é útil para o espírito para que possa evoluir.

DINÂMICA

Material: Embalagens de danone e danoninho, figuras de bichinhos.

Desenvolvimento: Escrever algumas palavras negativas, como: inveja, mentira, fofoca e egoísmo. Dentro de cada embalagem, colocar uma palavra. Pedir que cada um escolha uma embalagem e leia o que está escrito no papel.

Ex: Rafael pegou o papel que está escrito egoísmo. Então o evangelizador pergunta se o egoísmo é uma boa propriedade para se levar para o mundo espiritual e assim a dinâmica prossegue.



Pintei os danones com tinta para tecido e coloquei uma tira de papel cartão como suporte para os bichinhos e colei com cola quente. Esses bichinhos tirei do site: http://picasaweb.google.com.br/gabi.fairies




terça-feira, 26 de agosto de 2008

Desenhos para colorir



MAIS DESENHOS PARA COLORIR

Retirados do site: www.smilinguindo.com.br








quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Sugestão de livros





PARÁBOLAS
Para trabalhar as parábolas, deixo como sugestão esse livro. É da coleção Parábolas: Ensinamentos de Jesus. Está a venda nas bancas de jornais. Ainda vem com uma cartela de adesivos e um Cd.
TÍTULOS DA COLEÇÃO
O Filho Pródigo-Bom Samaritano
O grão de Mostarda-O Fariseu e o Publicano
Os Trabalhadores da Vinha-Os Talentos

AFigueira Estéril-O Servo Ingrato




Outra sugestão é o livro: Talma e o Domínio Próprio.


Trabalha como controlar as nossas emoções.
É da coleção Turminha da Fé. Também está à venda nas bancas de jornais.

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Duelo



TEMA: O DUELO



Utilizo esse livro, em minhas aulas. É de fácil compreensão para os pequeninos e é todo ilustrado. Fica como sugestão.
Para fazer a dinâmica, analizei o trecho desse livro, que fala sobre o duelo e o trouxe para compartilhar nesse cantinho.

Esse trecho compara a nossa vida com um barco, onde viajamos pelo caminho que nos levará a felicidade, só que essa viagem é cheia de obstáculos, mas não devemos desistir, temos que ter perseverança, não desviando do caminho que é conduzido pela fraternidade. Se cultivamos o ódio, o barco segue mais lento, ou até mesmo pode afundar. Mas se cultivarmos o amor, o barco segue em frente. Devemos amar a quem nos odeia. Tirar a vida de outro num duelo, ou numa briga, por exemplo, nem pensar.

A DINÂMICA

FIZ ESSE CARTAZ COM PAPEL PARDO, EM ALGUMAS CASINHAS ESCREVI AFIRMATIVAS.


1) Não gosto de emprestar os meus brinquedos e dividir as minhas balinhas.
2) Ajudo minha mãe nas tarefas da casa. Faço tudo que ela me pede sem reclamar.
3) Quero sempre dar o troco. Se me batem eu bato também, se me xingam eu xingo também.
4) Se meu amiguinho me conta um segredo, eu passo adiante,eu conto para os outros.

5) Se me magoam, eu não guardo raiva, eu logo esqueço. Pratico o perdão.

6) Uso sempre as palavrinhas mágicas. Quais são?

7) Pratico a caridade.



Desenvolvimento: Cada criança terá um barquinho de papel, que serão feitas por elas mesmas. Haverá um sorteio para definir a ordem dos participantes.O primeiro deverá sortear um número de 1à 4. Vamos supor que ele tirou o número 2, então ele terá que movimentar o barquinho em duas casas. Se caiu em uma afirmação que é negativa, como por exemplo o número 1, então o barquinho vai permanecer no mesmo lugar, pois como diz o trecho no início, a vida é como se fosse um barquinho, se praticamos o amor seguimos adiante, mas se cultivamos o ódio o barquinho segue mais lento ou até afunda.
Se a afirmação for positiva, o barquinho anda 1 casa.






quinta-feira, 14 de agosto de 2008

terça-feira, 12 de agosto de 2008

caridade


A CARIDADE

* Iniciar fazendo a leitura do Evangelho segundo o espíritismo: Capítulo VX - Fora da Caridade não Há salvação - O que é preciso para ser salvo. Parábola do Bom samaritano.


* Explicar que sem praticar a Caridade não tem como o espírito evoluir. Por isso que o mestre Jesus disse: "Fora da Caridade não há Salvação".

* A Caridade está ao alcance de todos: Rico, pobre, ignorante, sábio, budista, ateu... enfim, todos podem praticar.

* A caridade não é só colocar a mão no bolso e dar dinheiro, não é só material. Podemos dar um sorriso, um aperto de mão, uma abraço, uma palavra de carinho para um amigo que passa por problemas, se calar diante de uma ofensa...

* Quando for falar da caridade material, explicar também que temos que ter cuidado ao dar dinheiro para alguém, pois não sabemos o que essa pessoa vai fazer com esse dinheiro, se vai usar para comprar bebida e cigarro, pois assim ao invés de estarmos ajudando, estamos contribuindo para o erro do vício desse irmão. O mesmo cuidado devemos ter ao dar pacotes fechados de mantimento. Temos que dividir, dar a metade para aquele que precisa e a outra fica para nós. Primeiro porque podemos mais tarde precisar também, pode nos fazer falta e em segundo, porque esse mantimento pode ser trocado em um armazém por bebidas e cigarro.




Dinâmica: Brincadeira da escadinha com bonequinhos.

Material: Escadinha feita com palitos de picolé, ou qualquer outra escadinha. Bonequinhos de plástico pequenos (vende em armarinhos), sacolinha feita de papel, para colocar atrás dos bonequinhos, grãso de arroz e feijão.



Regras: Sortear a ordem dos participantes. Quem for o primeiro, deverá sortear um papel, que terá afirmativas. Exemplo: Sorteou a afirmativa 1, então ele sobe um degrau e ganha um grão de arroz, pois fez um ato de caridade. Se a criança sorteou a afirmativa 2, por exemplo, o bonequinho não sobe um degrau, ele fica no mesmo lugar, pois não praticou a caridade e com isso ganha um grão de feijão. E assim a brincadeira prossegue. Explicar que o espírito nunca regride, ele estaciona. O evangelizador deverá ir conversando com as crianças, no decorrer da atividade sobre essas afirmativas.

Afirmativas

1) Costumo ajudar as pessoas praticando a caridade.
2) Prefiro jogar fora a comida que sobrou do que dar a quem menos tem.
3) Um dia, estava na farmácia e um moço se aproximou e me pediu para comprar um remédio para ele, pois ele era muito pobre e então eu o ajudei.
4) Toda noite faço uma prece para pedir pelas crianças abandonadas.
5) Não costumo doar minhas roupinhas, que não uso mais, prefiro deixá-las guardadas.
6) Participo de campanhas para arrecadar alimentos, roupas, sapatos...
7) Visito os velhimhos no asilo e animo-os com palavras de carinho.
8) Quando faço minha prece, só peço por mim.
9) Ajudo minha mãe sem reclamar, com as tarefas da casa.
10) Sempre ajudo, mas espero algo em troca.
11) Ajudei minha mãe a arrumar a casa , só para ela me deixar ir na festinha.
12) Só dou atenção ao meu bichinho de estimação quando ele está doente.
13) Não consigo comer toda a comida, então deixo no prato.
14) Meu amigo faltou a a aula, então eu passei a lição para ele.
15) Não emprestei minha cola, pois ia disperdiçar.
16) Sou doador de órgãos. ( Essa questão causou polêmica durante a aula, muitos pensam que isso é um ato de caridade. Explicar que é um erro gravíssimo).





sábado, 9 de agosto de 2008

Lembranças para os pais



Deixo aqui algumas sugestões de lembranças para o dia dos pais.


Para fazer essa lembrancinha, você precisará de EVA, cola comum, tesoura, lápis, e um pedaço de madeira ou papelão (de caixa de sapato mesmo).

Modo de fazer: No papelão ou madeira, desenhe um coração no meio, recorte EVa em pedaços pequenos e aí vai colando sempre começando pelas beradas. E pronto!


Essa lembrancinha pode vir acompanhada de um cartão. Encontrei um muito legal no site: www.kadike.com.br



quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Amar o próximo


DINÂMICA

Material: Desenhar um ônibus, com várias janelinhas. Cada janelinha tem um número. Cartões numerados de 1 á 10. Sortear a ordem dos participantes. O primeiro deverá escolher uma janelinha. EX: número 2, então deverá pegar o cartão número 2 e ler a pergunta, analisá-la e dizer o que está errado, como que deveria ser. Perguntar se isso é amar o próximo.




Situações retiradas do site: www.searadomestre.com.br

Situações

1) Mário saiu com a avó e a mãe para um passeio. Foram ao parque de diversões e ele andou em vários brinquedos. Depois Mário decidiu que queria comer sorvete, mas estava gripado e sua mãe não permitiu.
O menino se emburrou e passou o resto da tarde reclamando e brigando com a mãe e a avó, impedindo que elas aproveitassem o passeio.

2) Rafael estava em um aniversário na casa de Antônia. Entrou sozinho em uma sala escura e , sem querer, derrubou um vaso azul, que estava sobre a mesa.
Quando a mãe de Antônia ouviu o barulho do vaso quebrado, entrou na sala, mas não havia mais ninguém. Perguntou, então à Rafael, que estava próximo à porta da sala, se ele sabia quem tinha quebrado o vaso. Rafael disse que não tinha sido ele, mas que ele tinha visto Pedro e Henrique sair da sala depois de ouvir o barulho do vaso quebrado.

3) A turma estava jogando um torneio de vôlei na escola de Ana. O time adversário sacou, e a bola foi dentro, prejudicando o time de Ana. Mas, antes que todos percebessem que a bola tinha sido dentro, Ana falou: Fora! E gritou tão alto e tão forte, que todos acreditaram que a bola tinha sido fora. O time de Ana ganhou o ponto da partida.

4) João saiu com Paulo e Tide para ir ao cinema. No caminho pararam no armazém de seu Joaquim. Paulo e Tide pegaram, cada um, duas barras de chocolate, sem que o dono do armazém percebesse. João ficou surpreso e tentou alertá-los de que aquela titude estava errada.
Paulo e Tide riram de oão, por não ter roubado nada. João acabou voltando para casa sozinho, sem ir ao cinema, bastante preocupado com a atitude de seus companheiros.

5) Mariane foi dormir na casa de Luísa. A mãe de Luísa apagou a luz do quarto e mandou as meninas dormirem quando eram 11 horas da noite.
As duas meninas não obedeceram e conversaram e brincaram até as 3 horas da madrugada. No dia seguinte, tiveram dificuldade para acordar na hora certa e chegaram atrasadas na escola. Não conseguiram prestar atenção na explicação de matemática e estavam mal-humoradas. No recreio, elas tiveram uma discussão, pois ambas pareciam estar cansadas, com pouca paciência e acabaram brigando.

6) Paula está arrumando seu quarto com a ajuda da mãe. As duas separaram uma porção de brinquedos que Paula não brinca mais há muito tempo.
A mãe de Paula pediu que a menina trouxesse uma sacola para colocar os brinquedos que a menina não usa mais, a fim de que possam levar até o Centro Espírita, onde serão doadas para as crianças carentes. Quando Paula trouxe a sacola, disse que não queria dar os brinquedos que haviam siso separados, pois gostava muito deeles e não queria que mais ninguém brincasse com eles. A menina queria que eles ficassem guardados no guarda-roupa, pois sabia que não iria mais brincar com eles, mas eram muito bonitos e ela queria guardá-los.

7) Na casa de Ana a família faz o Evangelho no Lar todas as sextas-feiras, às 9 horas da noite. Nesta semana, Antõnia não queria participar do Evangelho porque tinha ganhado um jogo novo e queria continuar brincando. A mãe de Ana disse que a menina tinha que participar e a garota teve que obedecer.
Durante a realização do Evangelho no Lar Ana não quis fazer a prece, nem a leitura e ficou o tempo todo empurrando o irmão menor.

8) Lívia é aluna nova na classe de Raíssa. Elas nunca conversaram, mas Raíssa disse que não gosta de Lívia e que lea é muito chata. Lívia tem tido dificuldade para fazer novos amigos porque Raíssa não quer que suas amigas sejam também amigas de Lívia.

9) A turma de Taís vai fazer uma excursão. Eles vão decidir o destino através de uma eleição.
Taís quer muito ir para uma fazenda. Durante a última a última semanaela fez campanha para que todos votem para irem à fazenda. Para convencer os colegas Taís inventou que na fazenda há muitas coisas legais, como piscina e um parque, que ela sabe que não existem no local.

10) A turma de Mônica está fazendo uma prova de matemática. Antônia não sabe a resposta da última questão. Ela olha para a prova de Clarissa e vê que a menina já respondeu a última questão. Antônia olha mais uma vez e consegue ver a resposta da colega.

AMAR AO PRÓXIMO É FAZER AOS OUTROS O QUE DESEJAMOS QUE FAÇA A NÓS.





domingo, 3 de agosto de 2008

Dinâmica


Adoro fazer dinâmicas em minhas aulas, pois é brincando que os pequeninos assimilam melhor os ensinamentos.

Nome: Troca-troca.

Material: embalagens de danoninho (colar um no outro com cola quente, desenhar uma carinha e colar), papel espelho ou cartolina mesmo (fazer corações e numerar).

Desenvolvimento: As crianças escolhem 1 número e colocam o seu bonequinho nesse número (casinha). O evangelizador sorteia um número, o bonequinho que estiver nesse número, deverá responder a pergunta. Quando a criança responder, aí vai para a outra rodada e o evangelizador pergunta se eles querem trocar de casinha. O evangelizador poderá ir determinando o número de crianças que irá responder. Ex: Na terceira rodada vou sortear 3 números, então 3 irão responder.