Páginas

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Capítulo IX - Bem-aventurados os Mansos e os Pacíficos.


BIA E A MANSIDÃO.

Bia era um abelinha muito atarefada. Ela não parava um só minuto, sempre preocupada com o estoque de mel na colméia, trabalhava sem parar.
Acordava bem cedinho e já falava:


- Nossa! O mel está acabando, tenho que procurar mais flores.



E assim ela passava os dias, de flor em flor, para lá e para cá, trabalhando sem parar.
O que Bia gostava mesmo era de trabalhar.


- Não devemos ser malandros!- repetia o tempo todo.
- O trabalho é uma virtude de que devemos nos orgulhar.



E lá seguia Bia, trabalhando sem parar.


Realmente essa abelhinha era muito esforçada, isso todos reconheciam. O unico problema, é que Bia era muito esquentada qualquer pé de galhinha para era ela uma sopa. Acordava e já brigava:
- Dorminhocos! Já é hora de levantar! Desse jeito o mel irá faltar!



Se alguém reclamava, ela já brigava. Bia não aceitava a opinião dos outros. E isso não era bom...


Ela achava que sabia tudo e não permitia que ninguém a corrigisse.

Trabalhava muito, porém não tinha humildade para aprender com os outros. Aos poucos seus amigos começaram a se afastar, o que deixou a abelhinha muito triste. Foi então que teve uma idéia:


- Isso mesmo. Irei procurar o professor Cola, acho que ele poderá me ajudar.
O professor ficou muito feliz com a atitude de Bia e falou:



- Minha querida, reconhecer os nossos erros é o primeiro passo para mudar.
Ela perguntou ao professor o que estava fazendo errado, e ele então respondeu:
- Você precisa aprender mais sobre a mansidão.


- O que é isso?


- Mansidão, ou brandura, é a força sendo dominada. É ser calma e humilde, submisso ao Senhor e seus ensinamentos.


Bia prendeu rapidinho e começou a colocar tudo em prática, alegrando seus amigos e ainda mais ao Senhor. Agora, além de muito trabalhadora, ela tinha mais uma qualidade: A MANSIDÃO.


Coleção Turminha da Fé.



Para colorir.



Injúrias e violências.


Disse Jesus: "Bem-aventurados os mansos, pois eles possuirão a Terra."

Doce é o perfume de uma flor. É o carinho da mãe por seu filho; como é o do amor que Jesus nutre por nós. Por essa razão, diante da injustiça e violência, devemos agir de maneira contrária. Como diz o ditado: "Violência gera violência." Em vez dela, devemos praticar a doçura, a moderação, a afabilidade e a paciência. Pois se respondermos a uma provocação seguindo a máxima: "Quem com ferro fere, com ferro será ferido.", não contaremos com o apoio de Jesus. Por isso devemos crer nas palavras do Cristo "Os mansos possuirão a Terra como o céu." E não tardará o dia em que do mundo será expulso todo o mal e só florescerá a felicidade.

(Trecho retirado do livro: Evangelho Segundo o Espiritismo para a Infância e Juventude - Vol 1)







0 comentários: