Páginas

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Otimismo





A ROSEIRA ABANDONADA


Em algum lugar muito distante daqui, havia uma casa onde há muito tempo não morava mais ninguém, lá uma pequena roseira chorava porque estava sozinha no imenso jardim descuidado, nenhuma outra flor ali morava para lhe fazer companhia.

Então, chorava a roseirinha nos dias da primavera, já que não tinha outras flores e muito menos criança alguma para alegrar aquela casa tão vazia e apreciar a beleza das suas rosas.

Além disso, sentia enorme falta de alguma mão carinhosa que viesse lhe regar nos dias de calor, dependia portanto da bondade da chuva, quando esta aparecia, para lhe suavizar a sede.

Dessa forma, passava longos momento se lembrando que aquele lugar já fora um dia, um lindo jardim, muito apreciado por sua beleza, com árvores frondosas e muitas rosas coloridas, margaridas, violetas, dálias, crisântemos, gira-sóis, e muitas outras flores que ali viviam em festa e um dia, morreram de tristeza e solidão!

Naquela tarde, compartilhavam com ela o espaço, sobrevivendo à custo, algumas folhagens e outras poucas árvores, tão descuidadas quanto ela própria, mas não pensem que a roseirinha desanimou, não, porque cultivava esperanças de ver aquela casa alegre novamente, como nos dias risonhos e claros de sol do passado...

Foi assim que ela viu suas companheirinhas se entristecendo, insatisfeitas, enquanto ela conseguia guardar consigo o bom ânimo, que era o que ainda a sustentava, naquele momento.

Num belo dia de sol e muito calor, a pobre roseira viu no portão, um homem que vinha retirar a placa de venda, desse dia em diante, sentiu de novo o entusiasmo dominando a todos, o velho abacateiro, porém, muito triste, falou:

_ Acho que vão acabar com esta casa de vez, vão construir um prédio ou coisa parecida e vão nos arrancar daqui, nós, que somos os únicos sobreviventes desse jardim desabitado a tanto tempo!

Mesmo percebendo as lamentações do velho abacateiro, a roseirinha vermelha não se abalou e continuou otimista, de tal modo que numa manhã de verão, suas rosas vermelhas exalavam doce perfume, enquanto ela tirava um cochilo, pois o sol ainda não esquentara muito o jardim. Foi quando sentiu um suave toque em uma pétala de suas rosas: era um narizinho infantil que lhe tocava delicadamente, tentando sentir o perfume da florzinha.

A roseira se assustou e a menininha sorriu por que uma borboleta acabara de pousar na mesma rosa que ela tinha cheirado.

_ Veja mamãe, que roseira tão linda! Disse a menininha.

_ Sim, querida e nós vamos cuidar muito bem dela, não é?!

_ Sim, mãe! Respondeu a menina batendo palmas.

_ Você vai ver como ficará lindo de novo este jardim, pois vou plantar muitas e muitas flores aqui ...

_ E algumas árvores frutíferas também! disse sorrindo, o pai da menina.

_ E eu quero te ajudar, papai! dessa vez quem falou foi o irmãozinho da alegre menina.

_ Sim, meu filho nós cuidamos das árvores e da grama, sua mãe e sua irmãzinha das flores, o que você acha?!

A roseirinha nem acreditava, era felicidade demais: ter de novo o seu lar, o jardim florido, cuidado por novos e tão amáveis habitantes!

Desse modo, passado um ano, vamos encontrar nossa roseirinha muito feliz, cheia de rosas perfumadas, cercada por suas novas companheiras, em um colorido jardim, com um gramado enorme e também uma pequena laranjeira e uma mangueira fazendo companhia ao velho abacateiro, que já não andava mais tão abatido!


Desconheço o autor.



Ainda não temos noção da força do nosso pensamento!


O pensamento saudável e otimista

•proporciona bom humor.
•ajuda a manter boas relações sociais.
•melhora o rendimento do trabalho e da escola.

•serve como barreira à ansiedade.
•fortalece a autoestima.
•reduz a dor e outros sintomas somáticos.
•reforça o sistema imunológico.
•ajuda na recuperação após doenças e intervenções cirúrgicas.


Devemos ver sempre o lado bom das coisas!


Pessimista

Autodiálogo negativo

“Tudo isto é horrível”
“Isto não serve para nada”
“Este homem não tem iniciativa”
“Minha gripe acabará em pneumonia”


Otimista

Alternativas

“Não está tão mal; poderia ser pior”
“Existe alguma coisa de bom”
“Posso aprender alguma coisa com ele”
“Rapidamente sararei desta gripe”


FONTE: http://www.diadema.ea.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=156:pensamento-positivo&catid=59:espaco-saude-&Itemid=129


Teste

Sou otimista ou pessimista?

Para saber se você é otimista ou pessimista, responda verdadeiro ou falso conforme estiver de acordo ou não, nos seguintes enunciados:

1. Gosto de pensar nas coisas boas do passado.
2. Gosto de olhar para o futuro com esperança.
3. Minha tendência é ver tudo positivamente.
4. É bom acrescentar um pouco de humor às coisas trágicas.
5. Meu passado foi um desastre.
6. Sou infeliz.
7. Sou um desmancha-prazeres.
8. Pense mal e acertará.


Pontuação:

Anote 1 ponto para cada V dos quatro primeiros enunciados.
Anote 1 ponto para cada F dos quatro últimos enunciados.

Interpretação

De 7 a 8 pontos
Definitivamente otimista.

De 5 a 6 pontos
Tendência ao otimismo.

De 3 a 4 pontos
Tendência ao pessimismo.

De 0 a 2 pontos
Definitivamente pessimista.

[Fonte: Vida e saúde - Jun .2010 p.47-49]

0 comentários: